Conheça Paris com segurança total

Para não ser uma vítima, siga estas dicas.

Meca turística e cidade luz, Paris é uma das capitais mais visitadas do mundo. Apesar de a ação da polícia tornar Paris um lugar muito seguro, muitos visitantes podem ser alvo de ladrões e assaltantes que agem em lugares públicos.
Este documento descreve algumas recomendações básicas de segurança para evitar essas ações mal intencionadas e oferece diretrizes para registrar queixas.

Receber visitantes é uma prioridade

Há anos, o departamento de polícia vem desenvolvendo um sistema abrangente para receber turistas.

A polícia de Paris tem postos de atendimento ao público em vários local em toda a capital. Entre eles, estão 20 centrais policiais nos bairros que ficam abertas todos os dias da semana, 24 horas por dia, para dar apoio e prestar ajuda às vítimas.

Os visitantes estrangeiros podem procurar policiais bilíngues. Durante o verão, esses policiais ficam posicionados nos postos ou patrulhando as ruas, munidos de crachás com as bandeiras que indicam os idiomas que falam. Eles respondem bem tanto a simples pedidos de informação (orientação geográfica, indicação de pontos turísticos, etc.) como a grande parte de questões delicadas referentes a roubos ou assaltos, oferecendo uma ajuda valiosa aos turistas que não falam a língua francesa.

Agora, quando uma queixa é registrada, o programa SAVE (Sistema de assistência de vítimas estrangeiras), disponível em 16 idiomas, permite que cada policial registre queixas de turistas estrangeiros e lhes forneça boletins de ocorrência em seu próprio idioma, simplificando as etapas futuras do visitante à sua embaixada ou ao seu país.

Para não ser uma vítima, siga estas dicas

Fique sempre atento nas ruas

• prefira uma bolsa que fique debaixo do seu braço ou uma mochila transversal para carregar na frente do corpo;

• carregue o mínimo possível de dinheiro;

• não deixe sua carteira nos bolsos de trás;

• se um agressor tentar roubar sua bolsa, não resista; você corre o risco de sair ferido;

• cuidado com pessoas que possam desviar sua atenção para roubar seus pertences pessoais, especialmente em espaços externos de cafeterias, caixas eletrônicos ou ao assinar recibos.

Nos transportes

• não deixe sua bagagem sem supervisão;

• não deixe ninguém passar pelas portas logo atrás de você;

• nunca compre ingressos de cambistas, pois eles custam mais caro (até 10 vezes o preço normal). Use os guichês e os caixas eletrônicos presentes nas estações.

Proteja-se contra o roubo de seu veículo

• tranque as portas e o porta-malas, e não se esqueça de fechar as janelas do seu veículo;

• não deixe objetos de valor em evidência (telefones celulares, câmeras fotográficas, roupas, bolsas, etc.).

Perda ou roubo de seus documentos

• considere fazer uma cópia de todos os seus documentos e guarde em seu hotel ou em sua acomodação temporária;

• em caso de perda, entre em contato com o seu consulado e, em caso de roubo, informe à polícia.

Nos táxis

Preço mínimo de uma corrida: 7 euros. Adicionais: por cada pessoa, inclusive criança, a partir da 5ª pessoa (4 euros). Nunca aceite ajuda de pessoas que ofereçam serviços de transporte em aeroportos e na rua: você pode estar falando com um táxi “clandestino” (delito previsto e proibido pelas Leis trabalhistas).

Em lugares públicos

• não manuseie maços de dinheiro em público e nunca troque moeda na rua; prefira casas de câmbio;

• em caixas eletrônicos, esconda o teclado ao digitar a sua senha e não se distraia com pessoas, pois você pode ser vítima de roubo;

• pague suas compras com dinheiro trocado, cartão de crédito ou cheque (caso sejam válidos na França);

• não use joias valiosas de maneira ostensiva;

• não deixe seus meios de pagamento em suas roupas ou no casaco pendurado na cadeira (por exemplo, em restaurantes e cafeterias), pois o ladrão pode se sentar atrás de você e roubar seus pertences;

• nunca deixe sua bolsa no chão e nem coloque seu telefone celular ou sua carteira em mesas de cafeterias ou restaurantes;

• não deixe o seu telefone celular em bolsos externos de sua bolsa e nem de sua roupa, e jamais os empreste a desconhecidos.

Nas casas de espetáculos e cabarés

Evite certos cabarés parisienses, especialmente no bairro Pigalle, onde funcionários abordam as pessoas na calçada. Você terá de enfrentar a presença de mulheres indesejadas e a obrigação de consumir bebidas a preços muito altos.

É obrigatório informar aos clientes sobre os valores de consumação e fornecer os serviços prometidos.

Dê preferência às grandes instituições que não abordam os clientes e que apresentam seus preços do lado de fora do recinto.