"Top 10" dos museus parisienses mais frequentados

Pintura, escultura, ciências, fotografia… A escolha é vasta !

MUSEU DO LOUVRE

La Pyramide du Louvre, Paris © Thinkstock

Cada estada na capital merece uma visita ao Louvre, pois o maior museu de Paris é uma mina inesgotável de tesouros artísticos. As obras cobrem o período da Idade Média à 1848 da arte ocidental, além das civilizações antigas orientais, egípcias, gregas, etruscas, romanas, arte gráfica e arte islâmica. De sala em sala, o antigo palácio real revela obras-primas: a Mona Lisa, a Balsa da Medusa, a Vênus de Milo, a Vitória de Samotrácia... No total, cerca de 35 mil obras!
Entrada pela Pirâmide (1°). Metrô Palais Royal – Musée du Louvre. Tel.: +33 (0) 1 40 20 53 17.
Aberto todos os dias de 9h-17h45, salvo na terças, 1° de janeiro, 1° de maio e 25 de dezembro. Quartas e sextas: aberto até 21h45. Entrada inteira: 15 €.
www.louvre.fr

reservar

MUSEU D’ORSAY

Musée d'Orsay, Paris © OTCP - David Lefranc

Construída em 1900 para a Exposição Universal, a antiga e belíssima estação ferroviária d’Orsay reúne hoje centenas de obras-primas excepcionais. As coleções cobrem a criação artística ocidental (pintura, escultura, artes decorativas, fotografia) de 1848 a 1914. Conhecido internacionalmente por sua rica coleção de telas dos grandes mestres do movimento Impressionista (Manet, Cézanne, Courbet, Degas, Renoir, Monet, entre outros), o museu também expõe grandes obras de Gauguin e Van Gogh. No piso térreo, de volumes grandiosos, estão as esculturas.
Rue de la Légion d’honneur, 1 (7°). Metrô Solférino. Tel.: +33 (0) 1 40 49 48 14.
Aberto todos os dias de 9h30-18h, salvo segundas, 1° de maio e 25 de dezembro. Aberto nas quintas até 21h45. Entrada inteira: 12 €. Passaporte museu d’Orsay + Museu l’Orangerie: 16 €.
www.musee-orsay.fr

reservar

CENTRO POMPIDOU

Centre Pompidou © Amélie Dupont - Architecte : Renzo Piano et Richard Rogers

Projetado por Renzo Piano e Richard Rogers, o Centro Pompidou é facilmente reconhecível graças às escadas rolantes externas e aos grandes tubos coloridos. Lá fica o museu nacional de Arte moderna, referência mundial por suas coleções de arte dos séculos 20 e 21. As obras de artistas fundamentais do período são expostas de forma cronológica em dois espaços: no primeiro, o período moderno, de 1905 a 1960 (Matisse, Picasso, Dubuffet etc.). Em seguida, os contemporâneos, de 1960 até os dias de hoje (Andy Warhol, Niki de Saint Phalle, Anish Kapoor etc.).
Place Georges Pompidou (4°). Metrô Rambuteau. Tel.: +33 (0) 1 44 78 12 33.
Aberto todos os dias de 11h-21h, salvo terças e 1° de maio. Aberto nas quintas até 23h (exposições temporárias, nível 6).
Entrada inteira: 14 €. O bilhete “Museu e exposições” dá acesso ao Museu de Arte moderna, às exposições e à vista panorâmica do último andar.
www.centrepompidou.fr

reservar

CIDADE DAS CIÊNCIAS E DA INDÚSTRIA

Cité des sciences et de l'industrie, Paris - Vue sur la Géode © V.Bouvier

Este vasto conjunto tem o objetivo de levar todas as disciplinas científicas até o grande público através de coleções ricas e variadas, além de atividades lúdicas. O prédio principal reúne as coleções permanentes, um planetário, dois cinemas e a Cidade das crianças. Duas outras atrações ficam na parte externa: o Argonauta, verdadeira imersão no universo de um submarino militar dos anos 50 e a Geode, uma sala de cinema cuja tela, de 1.000m², projeta filmes em 3D. Uma aventura trepidante!
Av. Corentin Cariou, 30 (19°). Metrô Porte de la Villette. Tel.: +33 (0) 1 85 53 99 74.
Aberto de terças a sábados, de 10h-18h. Domingos de 10h-19h. Fechado segundas, 1° de janeiro, 1°de maio e 25 de dezembro. Entrada inteira: 12 €.
www.cite-sciences.fr

MUSEU NACIONAL DE HISTORIA NATURAL

Grande Galerie de l Evolution - Museum national d Histoire naturelle - Interieur - animaux, Paris © MNHN Bruno Jay

É preciso pelo menos meio dia para explorar este museu, rodeado pelo Jardin des Plantes, onde os parisienses gostam de correr ou caminhar. Três galerias se sucedem, uma de botânica, outra de anatomia comparada e de paleontologia e a última dedicada à mineralogia e à geologia. Na chamada Ménagerie, um pequeno zoo, vivem 200 espécies de animais e na Grande Estufa, o visitante se depara com uma flora exuberante. O percurso termina na mítica Grande Galeria da Evolução, que concentra de forma lúdica e arrojada uma grande quantidade de mamíferos marinhos e terrestres empalhados (elefantes, girafas, zebras, entre outros).
Rue Cuvier, 57 (5°). Metrô Jussieu. Tel.: +33 (0) 1 40 79 54 79/56 01. www.mnhn.fr
. GRANDE GALERIA DA EVOLUÇAO: Rue Geoffroy Saint-Hilaire, 36 (5°). Aberta todos os dias de10h-18h, salvo terças, 1° de janeiro, 1° de maio e 25 de dezembro. Entrada inteira: 10 €.
http://grandegaleriedelevolution.fr
. MÉNAGERIE: Aberta todos os dias de 9h-17h. De março a outubro, de 9h-18h (domingos e feriados de 9h-18h30). Entrada inteira: 13 €. www.zoodujardindesplantes.fr

GRAND PALAIS

Lights, Grand Palais, Paris © OTCP - Marc Bertrand

Verdadeira obra-prima da arquitetura de 1900, o elegante edifício conjuga pedra, aço e vidro na imensa cúpula. Durante o ano inteiro, as exposições e concertos de prestígio internacional organizados na grande Nave central, no salão de honra ou ainda nas Galerias nacionais animam a temporada cultural parisiense. O Grand Palais também tem varias boutiques, além do restaurante MiniPalais.
Entrada para a Galeria nacional do Grand Palais: 3 av. du Général Eisenhower (8°). Entrada para a Nave central: av. Winston Churchill (8°). Metrô Champs-Élysées – Clemenceau. Tel.: +33 (0) 1 44 13 17 17. Horários e preços variáveis, dependendo das exposições.
www.grandpalais.fr

HÔTEL NATIONAL DES INVALIDES

Hôtel National des Invalides, façade extérieure, Paris © Fotolia - Crobard

Da esplanada, o visitante admira a fachada e a cúpula folheada a ouro. Em seguida, ingressa no pátio de honra, que exibe uma coleção secular de artilharia. Depois, visita o musée de l’Armée, que reúne tesouro da arte e da história militar do século 13 aos conflitos mundiais do século 20. Sucedem-se então o musée des Plans-Reliefs, o musée de l’Ordre de la Libération, o Historial Charles de Gaulle e duas igrejas, sendo que uma, a Église du Dôme, abriga o túmulo do imperador Napoleão 1°, última etapa da visita.
. HÔTEL NATIONAL DES INVALIDES: Rue de Grenelle, 129 (7°). Metrô La Tour-Maubourg. Entrada inteira (com acesso ao musée de l’Armée, ao túmulo de Napoleão 1°, ao musée des Plans-Reliefs e ao musée de l’Ordre de la Libération): 12 €
. MUSÉE DE L’ARMÉE – TUMULO DE NAPOLEÃO 1°: Tel.: +33 (0) 1 44 42 38 77. De 1° de abril a 31 de outubro: aberto de 10h-18h. De 1° de novembro a 31 de março: aberto de 10h-17h. Fechado dias 1° de janeiro, 1° de maio, 25 de dezembro.
www.musee-armee.fr

MUSEU DO QUAI BRANLY – JACQUES CHIRAC

Musée du quai Branly, Paris © OTCP - Lois Lammerhuber

Projetado pelo arquiteto Jean Nouvel, este museu propõe um verdadeiro mergulho nas artes de civilizações da África, Ásia, Oceania e Américas. A coleção é uma das mais ricas do mundo. O exuberante jardim e a parede vegetal criada por Patrick Blanc também merecem uma visita. Do terraço do restaurante Les Ombres, a vista da Torre Eiffel é de tirar o fôlego.
Quai Branly, 37 (7°). Metrô Alma – Marceau. Tel.: +33 (0) 1 56 61 70 00.
Aberto terças, quartas e domingos de 11h-19h. De quintas a sábados, de 11h-21h. Fechado nas segundas, 1° de maio e 25 de dezembro.
Coleções permanentes/Entrada inteira: 10 €. Exposições temporárias/Entrada inteira: 10 €. Bilhete conjugado (coleções permanentes + exposições temporárias)/Entrada inteira: 12 €.
www.quaibranly.fr

reservar

PHILHARMONIE DE PARIS - CITÉ DE LA MUSIQUE

Philharmonie de Paris - Musée - Musique © W Beaucardet

A nova catedral da música de Paris é uma maravilha da arquitetura contemporânea, concebida pelo célebre Jean Nouvel. Além dos auditórios, o projeto também oferece espaço para exposições temporárias.
Já a Cité de la musique, desenhada por Christian de Portzamparc, tem uma Sala de concertos e um Anfiteatro, com programação o ano inteiro.
Quanto ao Museu da música, exibe uma coleção excepcional de 7 mil instrumentos e objetos de arte do século 16 aos dias de hoje.
Av. Jean Jaurès, 221 (19°). Metrô Porte de Pantin. Tel.: +33 (0) 1 44 84 44 84.
Museu da música: aberto de terças a sextas, de 12h-18h, sábados e domingos, de 10h-18h. Fechado nas segundas, 1° de janeiro, 1° de maio e 25 de dezembro.
Coleções permanentes/Entrada inteira: 8 €.
www.philharmoniedeparis.fr

FUNDAÇÃO LOUIS VUITTON

Fondation Louis Vuitton, vue panoramique 3, Paris © Iwan Baan Eberle for Fondation Louis Vuitton - 2014

A fundação foi inaugurada em outubro de 2014, no bois de Boulogne, e enriquece a oferta cultural parisiense de arte contemporânea. Esta joia da arquitetura, nascida da imaginação de Frank O. Gehry, exibe a coleção da fundação e apaixonantes exposições temporárias. Além da riqueza das obras e da arrojada arquitetura, a Fundação Louis Vuitton também proporciona aos visitantes belíssimas vistas da cidade, a partir dos vários terraços do prédio.
Bois de Boulogne. Av. du Mahatma Gandhi, 8 (16°). Metrô Les Sablons. Tel.: +33 (0) 1 40 69 96 00.
www.fondationlouisvuitton.fr