Paris, destino de compras em janeiro

Todas as grandes grifes estão em Paris, a capital da moda. Aproveite as liquidações para fazer boas compras.

Em Paris, janeiro é o mês dos grandes estilistas. Além dos desfiles da Fashion Week, há muitos outros eventos de moda. A capital francesa é um destino de compras perfeito, sobretudo durante as liquidações do início do ano. Prontos para a maratona de compras?

MODA

Soldes © Amélie Dupont

Em janeiro, Paris desfila com a Fashion Week. Os mais renomados estilistas, VIPs e jornalistas se encontram na capital para descobrir as tendências do prêt-à-porter masculino e da alta costura outono-inverno 2017-2018.
Mesmo se o acesso às passarelas é reservado para os profissionais do setor, o show também acontece na rua, principalmente perto do Grand Palais, do Carrossel do Louvre ou do Palais de Tokyo. E não é raro cruzar com estrelas, modelos e grandes estilistas. Fique de olho!


Compras

Quem pensa em moda pensa também em boutiques! Paris tem lojas para dar e vender, a cidade é um verdadeiro templo das compras. Você quer renovar seu guarda-roupas, encontrar aquele acessório original e tendência ou o “it-bag” do momento? Ótimo ! Janeiro é o mês ideal para estar em Paris. A temporada começa na quarta-feira 11, primeiro dia da liquidação de inverno. Ao todo, são seis semanas de descontos que podem chegar a 70%.

Mais informações sobre as liquidações de Paris


A moda de todos os modos

Costume pour Anna Pavlova © BnF, département de la Musique, Bibliothèque-Musée de l’Opéra

Aproveite o giro de compras para visitar exposições que exploram o universo da moda. Que tal uma pausa “arty” entre duas vitrines? Na Galeries Lafayette, o artista contemporâneo alemão Hans-Peter Feldmann ocupa a Galerie des galeries, no 1° andar, até o dia 21 de janeiro. 

A poucos passos dali, o Palais Garnier, a ópera parisiense, expõe Bakst : dos balés russos à alta costura (até 5 de março). O evento é dedicado ao decorador e figurinista russo Leon Bakst, que inspirou os maiores estilistas contemporâneos, como Yves Saint Laurent ou Karl Lagerfeld.

A história da moda também teve seus momentos conturbados. O Museu de Artes decorativas organiza uma exposição sobre os inúmeros escândalos que abalaram seu universo, do século 14 até hoje : Tenue correcte exigée, quand le vêtement fait scandale (até 23 de abril).

No Palais Galliera, não perca Anatomie d’une collection – 2e partie (até 12 de fevereiro). Esta é a sequência da primeira exposição de mesmo nome, inaugurada em maio de 2016. A primeira parte expôs trajes de personalidades históricas e celebridades, como Maria Antonieta, Jacqueline Kennedy ou Audrey Hepburn. Agora, o conjunto tem quarenta peças suplementares, além de uma homenagem à Sonia Rykiel, que morreu em agosto de 2016.

A Biblioteca nacional da França realiza até 26 de fevereiro, uma exposição sobre o célebre fotógrafo de moda Richard Avedon. La France d’Avedon. Vieux Monde, New Look aborda a estrela americana da lente teleobjetiva através de sua relação com a França.


E TAMBÈM...

Exposições : últimos dias

Affiche de l'exposition Hergé au Grand Palais, Paris © Grand Palais

Para quem ainda não teve a oportunidade de ver algumas das grandes exposições de 2016, ainda é tempo de admirar : Hergé no Grand Palais e Ben no Museu Maillol (até 15 de janeiro), Hodler, Monet, Munch, no Museu Marmottan Monet (até 22 de janeiro). Mas também, Rembrandt intime, no museu Jacquemart-André, Mexique 1900-1950, no Grand Palais e Magritte. La trahison des images, no Centro Pompidou (até 23 de janeiro).

Sem contar com o evento La Peinture américaine des années 1930, no museu l’Orangerie e Brassaï – Graffiti, no Centro Pompidou (até 30 de janeiro). Na Philharmonie de Paris, faça uma dobradinha com Ludwig van, le mythe Beethoven e MMM, que propõe um interessante diálogo entre o musico Matthieu Chedid e o fotógrafo superstar Martin Parr. As duas exposições estão em cartaz até 29 de janeiro.


Festivais e salões

Festival Automobile International, Hôtel des Invalides, Paris © DR

O começo do ano marca o lançamento do primeiro Graphic Design Festival (de 11 de janeiro a 22 de fevereiro). Durante o festival, vários eventos gratuitos são organizados em torno do design gráfico, em diversos lugares da capital.

De 21 de janeiro a 5 de março, o Centquatre propõe a 7a edição de Circulation(s), o festival da jovem fotografia europeia.

O salão art3F também volta à capital de 27 a 29 de janeiro. Esta grande reunião artística busca democratizar a arte contemporânea.

Os amantes de belas máquinas não foram esquecidos ! A 32a edição do Festival Automobile International, até 5 de fevereiro, exibe o melhor da arte e do design de automóveis.


Concertos e espetáculos

Cirque Alexis Gruss spectacle Quintessence © DR

Admiradores de musical, não percam Hit Parade, que faz reviver grandes estrelas como Dalida, Claude François, Mike Brant e Sacha Distel graças à técnica do holograma. Uma revolução tecnológica em cartaz a partir de 12 de janeiro no Palais des Congrès.

Irina Kolesnikova e o Saint-Petersbourg Ballet Théâtre iluminam a cena do Théâtre des Champs-Elysées de 24 a 27 de janeiro, para os fãs de balé clássico.

O circo tradicional também tem espaço garantido : Pinder, até 22 de janeiro, e Alexis Gruss, até 19 de fevereiro.


Esporte

Prix d'Amérique, course hippique, Paris © DR

Paris organiza nada menos que 3 campeonatos mundiais em 2017. O primeiro é o Campeonato Mundial de Handebol, que começa dia 11 de janeiro no AccorHotels Arena. A França será novamente campeã? Suspense até 29 de janeiro !
A poucos metros de lá, o Bercy Village vai vestir a camisa do handball e organizar a Vila oficial de animações.

O turfe também terá seu lugar de honra em janeiro, no Hipódromo Paris Vincennes. Dia 29 de janeiro, será disputado o Prix d’Amérique Opodo, grande corrida de harness racing.


Festas

Paris, défilé du nouvel an chinois © Fotolia

No mês dedicado à moda, até os automóveis desfilam. Os carros antigos atravessam Paris dia 8 de janeiro, na Traversée de Paris hivernale.

Dia 28 de janeiro, entramos no ano do galo. O Ano novo chinês será comemorado na capital francesa com grande desfile do dragão e vários outros espetáculos e animações.

E no dia 31 de janeiro, o Centro Pompidou apaga 40 velinhas ! Inaugurado em 1977, o centro, também conhecido como Beaubourg, agrega uma das mais importantes coleções de arte moderna e contemporânea do mundo. Para celebrar o evento, diversas exposições serão organizadas durante o ano todo, em quarenta cidades da França. Em Paris, não perca o fim de semana de 4 e 5 de fevereiro, quando uma festança promete celebrar a data de aniversário da abertura do centro para o público.